Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
9/02/22 às 16h38 - Atualizado em 9/02/22 às 16h45

Avaliação da Política Habitacional do Distrito Federal

 

Pesquisa da Codeplan contou com a parceria da Seduh e da Codhab

 

Da Codeplan, com informações da Seduh

 

A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) divulgou, nesta terça-feira (8), os resultados da Avaliação da Política Habitacional do Distrito Federal, gerados através de pessoas cadastradas em programas habitacionais do DF. A apresentação contou com a participação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitacional (Seduh) e da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab).

 

De acordo com os resultados apurados, dentre os contemplados, 75,6% (37.998 pessoas) tiveram oferta de casa ou apartamento facilitada pela Codhab. Por outro lado, 15,6% (7.819 indivíduos) dessas pessoas receberam oferta de lotes para construção e 1,9% receberam um auxílio na compra de imóvel particular.

 

O levantamento evidenciou que para ser contemplado nos programas de habitação, a maior parte das pessoas permaneceram por mais de 15 anos na lista da Codhab, cerca de 26,3% dos contemplados. Apenas 3,1% desses contemplados (1.551) esperaram até 1 ano na lista.

 

Ao receber a oferta de empreendimento, o requerente pode optar pela recusa ou aceitação por até duas vezes sem ser considerado desistente do programa. A avaliação mostrou que 46,0% dos contemplados (1.486) tem como principal motivo para a recusa (uma ou mais vezes) o preço. A localização também é um problema para 38,0% (1.228 contemplados) e para 20,0% (646) é o tipo de oferta. Existem outros motivos para 20,0% dessas pessoas.

 

Na capital federal, 359.097 pessoas cadastradas em programas habitacionais aguardam para serem beneficiados. O questionamento feito aos candidatos foi acerca do tipo de habitação que gostariam de receber e tempo na lista de espera da Codhab. Deles, 90,4% prefeririam receber oferta de apartamento ou casa facilitada. Ao serem perguntados sobre o período na lista, 87,4% dos habilitados (314.157) esperam há mais de cinco anos e 58,5% (210.418) esperam há mais de dez anos.

 

Assim como para os contemplados, os habilitados (204.958) tem como motivo para a recusa de uma indicação de oferta de habitação é o preço.

 

Realizada via Central de Atendimento 156 do Governo do Distrito Federal (GDF), com o auxílio do cadastro da Codhab, que conta com 409.419 registros de telefones válidos, a pesquisa foi produzida em duas etapas, divididas em dois questionários, um aplicado aos contemplados e outro aos não contemplados (aqueles que estão na fila de espera) pelos programas habitacionais na capital.

 

Plandhis

 

Essa pesquisa foi uma parceria entre a Codeplan, Seduh e Codhab. Ela contribuirá para o aprimoramento da política habitacional de interesse social e reforça as propostas do Plano Distrital de Habitação de Interesse Social (Plandhis), que sairá em breve.

 

Confira a apresentação aqui.

 

Assista a análise dos resultados aqui.

 

Acompanhe a Seduh nas redes sociais
@SeduhDF
@SeduhDF
@SeduhDF
seduhdf.comunicacao@gmail.com