Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/07/13 às 3h00 - Atualizado em 3/01/19 às 14h34

CARAVANA NAS CIDADES – GDF debate política habitacional para pessoas com deficiência e a destinação de área para a Cidade do Automóvel de Ceilândia

COMPARTILHAR

Moradores de Ceilândia receberam, nesta sexta-feira (26),  a Caravana nas Cidades – programa do Governo do Distrito Federal que promove debates com a população com o intuito de levar melhorias às diversas regiões do DF.  A política habitacional voltada às pessoas com deficiência foi um dos assuntos abordados em uma das reuniões que ocorreu na cidade.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, em visita à sede do Movimento Habitacional e Cidadania da Pessoa com Deficiência do DF (MOHCIPED), esclareceu que 12% do número total de convocados do programa habitacional Minha Casa Minha Vida/Morar Bem é de deficientes. “Quando lancei a política habitacional, disse que atenderíamos mais do que o percentual da lei para pessoas com deficiência e idosos”, destacou.

De acordo com o governador, já foram convocados 13.398 deficientes inscritos na relação individual do programa de habitação. Deste montante, 5.552 foram habilitados, sendo que 3.522 são da faixa 1, com renda entre 0 e 3 salários mínimos.

Na ocasião, Agnelo ressaltou também que as novas moradias serão adaptadas às pessoas com deficiência, fato que já acontece no transporte e em Unidades de Pronto Atendimento – UPA’s.

O GDF tem como meta construir, no mínimo, em um período de quatro anos, 100 mil unidades habitacionais e, segundo Agnelo, o governo prioriza quem mais precisa. “Habitação é uma necessidade sagrada que vamos garantir aos deficientes”, finalizou o governador.

Cidade do Automóvel – A Sedhab, representada pelo secretário adjunto, Rafael Oliveira, também participou, junto com o governador Agnelo Queiroz, de um encontro com comerciantes de veículos de Ceilândia. Eles lutam pela Cidade do Automóvel.

O governador determinou à Sedhab que priorize o projeto urbanístico. O processo envolve também a Companhia Imobiliária de Brasília – Terracap e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico. “Faremos com total segurança e legalidade. Será uma vitória não só dos comerciantes como de toda a cidade”, destacou o governador.