Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/11/15 às 16h37 - Atualizado em 3/01/19 às 16h35

Comerciantes do Shopping Popular começam a atualizar o cadastro

COMPARTILHAR

Prazo para apresentar a documentação varia de acordo com a localização do boxe

Permissionários de boxes no Shopping Popular de Brasília — ao lado da antiga Rodoferroviária — precisam atualizar o cadastro a partir desta terça-feira (3). A renovação do registro faz parte do processo de reformulação do modelo do centro comercial iniciado neste ano. Além disso, o governo vai verificar a situação dos permissionários. Aqueles que utilizam o espaço de maneira irregular ou que não apresentarem a documentação no prazo perderão a licença.

Segundo o subsecretário de Ordenamento das Cidades, da Secretaria de Gestão do Território e Habitação, José Falcão, foram identificados problemas, como vendedores que fazem do local depósito ou que pagam outras pessoas para tomar conta do posto. “Os comerciantes precisam provar que usam o local corretamente. Quem não cumprir as normas perderá a permissão”, afirma.

Falcão informa que, ao fim da vistoria, os lugares vazios serão licitados para outros interessados. O shopping conta com 1.738 boxes, dos quais 250 estão ocupados. Cerca de 60 são utilizados pelo Departamento de Trânsito do Distrito Federal, e, 30, pelo Banco de Brasília.

Para fazer o recadastramento, o permissionário precisa se apresentar na administração do shopping, ao lado da Associação dos Lojistas Empreendedores e Usuários, em datas de acordo com a localização do boxe:

Ala A: até 9/11

Ala B: de 10/11 a 16/11

Ala C: de 17/11 a 23/11

Ala D: de 24/11 a 30/11

O atendimento será por ordem de chegada. Veja a lista de documentos:

• Cópia da carteira de identidade;

• Cópia do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);

• Certificado de reservista, alistamento militar ou outro documento original que comprove o cumprimento ou a liberação do serviço militar obrigatório;

• Comprovante de quitação eleitoral;

• Certidão negativa criminal expedida pelo cartório de Distribuição do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (SIG, Quadra 2, Lotes 530/540, Térreo);

• Certidão de regularidade com a Fazenda federal e distrital;

• Declaração de que o interessado não tem concessão, permissão ou autorização de uso de nenhuma outra área pública no DF;

• Declaração de nada consta das despesas de custeio do fornecimento de serviços emitida pela entidade representativa legalmente constituída;

• Declaração de nada consta da Administração Regional do Plano Piloto;

• Comprovante de ocupação em data anterior a 3 de fevereiro de 2012;

• Declaração de que não é servidor ou empregado público;

• Cópia da declaração de Imposto da Renda de Pessoa Física.

Fonte: Agência Brasília

Mais informações

Facebook: sec.territorioehabitacaodf

Twitter: @Habitacao_DF

Youtube: Segeth Ascom

Web: www.segeth.df.gov.br