Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/01/10 às 3h00 - Atualizado em 2/01/19 às 11h31

COMITÊ EXECUTIVO DOS 50 ANOS VISITA OBRAS

22.01.2010

A ideia é acompanhar o andamento de nove das 50 obras que serão inauguradas no mês de abril em comemoração ao primeiro cinqüentenário da capital federal. Entre elas a Fonte Luminosa, próxima à Torre de TV

O Comitê Executivo e Consultivo dos 50 anos de Brasília iniciou pelo Clube do Choro, nesta sexta-feira (22), as visitas a algumas das 50 obras que serão entregues à população durante as comemorações do cinqüentenário da cidade. “Nós vamos brindar Brasília com um grande número de obras inauguradas ao longo do mês de abril”, observou o vice-governador Paulo Octávio.

Depois de vistoriar o Clube do Choro, a comitiva acompanhou o andamento dos serviços no Planetário, na Feira da Torre e na Fonte Luminosa, todos na área central da capital do país. “Queremos ter a certeza de que celebraremos os 50 anos de Brasília oferecendo à população equipamentos públicos que possam ser bem utilizados”, afirmou o vice-governador.

A inspeção inclui, ainda, visita à implantação da via de ligação das avenidas L4 e W4 Sul, atrás da Catedral; à Torre de TV Digital, à Nova Rodoviária Interestadual; à Vila Olímpica do Parque da Vaquejada e ao Campus da UnB, ambos em Ceilândia.

A visita começou às 8h30, quando dois microônibus deixaram o Centro de Convenções Ulysses Guimarães rumo aos canteiros de obras. Além do vice-governador e dos integrantes do Comitê Consultivo, os secretários de Obras, Jaime Alarcão; de Governo, Flávio Jussani; de Cultura, Silvestre Gorgulho e de Planejamento, Ricardo Penna, além do presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas do DF, Vicente Estevanato, fizeram parte da comitiva.

Panorama geral

Vila Olímpica do Parque da Vaquejada – Com custo estimado em R$ 8,4 milhões, está 90% pronta e com previsão de ser concluída em fevereiro. O complexo esportivo de 42 mil m² contará com piscina semiolímpica, campo de grama sintética, quadra de areia, pista de atletismo, churrasqueiras, muro de escalada, ginásio poliesportivo coberto, entre outras instalações. O espaço é todo adaptado para pessoas com deficiência.

Campus da UnB/Ceilândia – A obra, orçada em R$ 20 milhões, está 55% concluída. O espaço de quase nove mil m² terá dois prédios – um para unidade de ensino e docência e outro para unidade acadêmica, com capacidade para atender cinco mil alunos em três turnos.

Nova Rodoviária- Iniciado em julho do ano passado e com custo estimado em R$ 45 milhões, o prédio tem 80% de suas instalações concluídas. O terminal rodoviário contará com 32 baias de ônibus, com previsão de saídas a cada 15 minutos, circuito interno de televisão, painéis informativos com hora de saída e chegada dos ônibus e rampas de acessibilidade para pessoas com deficiências. A previsão é de que o novo espaço, com 155 mil m² quadrados de área construída, fique pronto em março. Em abril, começa o treinamento dos funcionários que trabalharão no atendimento ao público.

Torre Digital- A obra, um investimento de R$ 80 milhões, está 65% concluída. A partir de hoje, a torre crescerá um metro e meio a cada dois dias. A construção terá 180 metros de altura, sendo 120 de concreto e 60 de metal. Projetada por Oscar Niemeyer, abrigará os equipamentos das emissoras de televisão para transmissão digital. Apelidada de “Flor do Cerrado” pelo arquiteto, contará com duas pétalas onde funcionarão um restaurante e um espaço para exposições. O local terá ainda um mirante de vidro com 110 metros de altura. “A torre é o símbolo da TV digital no Brasil. O modelo deve ser seguido por outros estados”, disse o secretário de Cultura, Silvestre Gorgulho.

Via AFS 05-03- A pista tem 5,6 quilômetros e liga a L4 a W4 Sul. Foram investidos R$ 24 milhões na construção da via, que conta com duas faixas de cada lado. Ao todo, são 73 mil m² de pavimentação asfáltica.

Fonte luminosa – Um dos mais antigos cartões postais de Brasília voltará à ativa a partir do mês de abril. A reconstrução da Fonte Luminosa, incluindo novas instalações elétricas e hidráulicas, começou neste mês e já contam com 20% dos serviços executados. A obra é patrocinada pela Eletrobrás, que destinou R$ 9,5 milhões para a obra física e mais R$ 400 mil para a aquisição de equipamentos.

Feira da Torre – O tradicional ponto turístico da capital federal ganhará um visual completamente novo. A revitalização do espaço passa pela instalação de 610 barracas metálicas, duas alas de alimentação e conjunto de sanitários, entre outras mudanças. A obra, iniciada em novembro do ano passado, tem custo estimado em R$ 15 milhões e conta com 35% do trabalho concluídos.

Planetário – Os cinco mil metros quadrados do Planetário de Brasília, onde estão sendo aplicados R$ 8 milhões na modificação total na estrutura, guardam uma novidade para o público. O pavimento superior do espaço contará com sala de exposições, em lugar dos antigos aquários.

Clube do Choro – O GDF está investindo R$ 2,3 milhões no novo Clube do Choro, onde 80% das obras estão concluídas. A nova estrutura abrigará a Escola de Música Raphael Rabello, em homenagem ao consagrado violonista, oito salas de aula para 24 pessoas cada uma e 10 individuais, além de sala de concertos com 400 lugares e área de convivência.

Fonte: Agencia Brasília