Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/09/11 às 3h00 - Atualizado em 2/01/19 às 15h22

CONFERÊNCIA DISTRITAL DAS CIDADES EXTRAORDINÁRIA — Secretário se reúne com administradores regionais

COMPARTILHAR

A Conferência Distrital das Cidades Extraordinária foi pauta de reunião realizada nesta segunda-feira (12/09) entre o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Geraldo Magela, o secretário-adjunto, Rafael Oliveira, e os administradores regionais. O encontro aconteceu no auditório da Terracap e contou com a presença massiva dos representantes das cidades, que elogiaram a postura de diálogo da Sedhab.

Em breve apresentação do tema, Rafael Oliveira, expôs aos presentes os objetivos da Conferência Distrital das Cidades Extraordinária, que tem por metas: garantir a participação dos diversos segmentos da sociedade na definição da Política de Desenvolvimento Urbano; promover a discussão entre o Poder Público e Sociedade Civil sobre assuntos relacionados à Política de Desenvolvimento Urbano; definição de agendas, metas e planos de ação para enfrentar os problemas existentes nas cidades, além de eleger as entidades representantes dos segmentos no processo de Conferências.

A Conferência Distrital das Cidades Extraordinária acontecerá em todas as Regiões Administrativas do DF e antecede a Conferência Distrital das Cidades, que deve acontecer em dezembro deste ano. A ideia de realizar as reuniões preparatórias antes da Conferência Distrital vem ao encontro das metas da Sedhab de promover sempre o diálogo transparente com a sociedade, buscando desenvolver suas ações de forma democrática e pautada pela legalidade. Durante os encontros nas cidades, três assuntos serão centrais: Lei de Uso e Ocupação do Solo — LUOS, Código de Edificações e a definição das poligonais.

“O diálogo deve ser franco, sem gerar falsas expectativas”. Pontuou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Geraldo Magela. Segundo o secretário, por meio das reuniões nas cidades, a população poderá participar das decisões de governo até mesmo “por saberem de suas necessidades, os moradores das cidades poderão contribuir para a política de Desenvolvimento Urbano em interface com a política de habitação e de regularização”.

Assessoria de Comunicação Sedhab