Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/06/14 às 21h31 - Atualizado em 3/01/19 às 15h32

Benificiados do condomínio 10 e 11 elegem síndico do Residencial Parque do Riacho

COMPARTILHAR

Os moradores dos condomínios 10 e 11 do Residencial Parque do Riacho, empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida / Morar Bem, elegeram a primeira equipe de moradores a administrar o condomínio. A escolha dos síndico e subsíndico do condomínio 10 aconteceu na noite de terça-feira (3) e do condomínio 11, nesta quarta-feira (4). Ambos os encontros ocorreram no Centro Educacional Maria Auxiliadora.

O novo síndico eleito do condomínio 10 foi o almoxarife, Luciano Viana, 39 anos. Morador do bloco E, ele se candidatou ao cargo para ajudar nas melhorias do condomínio. “Também quero ficar mais próximo dos assuntos que envolvem a vida em comunidade”, acrescentou.

A subsíndica eleita foi a comerciante moradora do bloco H, Edicineide da Silva Aguiar, 45 anos. Ela resolveu entrar na equipe porque afirma gostar de participar das decisões. E quer lutar pelas benfeitorias no lugar. “Quero o melhor pra mim e para o meu próximo”, declarou.

A autônoma moradora do bloco A, Silvia Mourão, 37 anos, agora integra o Conselho Consultivo do condomínio 10 e pretende usar sua experiência na área contábil. “Resolvi me envolver diretamente nos assuntos do condomínio deixando a disposição minha experiência profissional. Espero que juntos possamos buscar melhor segurança para o nosso condomínio”, diz esperançosa.

CONDOMÍNIO 11

Já no condomínio 11, o novo síndico é Bruno Santos, 34 anos. Contador de profissão, ele também vai aproveitar a experiência que tem para ajudar na administração da vida em comunidade. “Vou usar meu conhecimento em contabilidade para ajudar a administrar nosso condomínio”, projeta.

A subsíndica eleita foi a gastrônoma Maria Divina Martins, 58 anos. E ela garante: “Sou uma pessoa exigente e por isso quero fazer parte do conselho, para poder acompanhar de perto todas as decisões”.

O músico Genes Guedes, 39 anos, integra o Conselho Consultivo do condomínio e já tem conhecimento em administração condominial. “Já fui subsíndico e minha experiência anterior vai fortalecer o trabalho da equipe”.

Durante a primeira reunião dos futuros condôminos, foram aprovados também diversos pontos, como o processo de vistoria pelo síndico da área externa do condomínio, o agendamento do horário para verificação individual dos apartamentos e o dia para a mudança dos futuros moradores. Também foi aprovada a previsão orçamentária, a receita do condomínio e os horários para a reforma dos apartamentos.

O Residencial Parque do Riacho faz parte do Programa Minha casa, Minha Vida / Morar Bem, parceria entre o Governo Federal e o GDF. São 369 prédios de quatro andares distribuídos em 42 lotes, cada um deles formando um condomínio.
Os apartamentos são de dois e três quartos e destinados a quem ganha entre R$ 1,6 a R$ 3,2 mil. O Parque do Riacho receberá, depois de pronto, 5.904 famílias. O valor do empreendimento é de R$ 455,5 mi e as obras devem estar concluídas no início de 2016.