Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/01/14 às 13h27 - Atualizado em 3/01/19 às 14h53

Mangueiral: quase 3,5 mil unidades entregues neste sábado

COMPARTILHAR

O Governo do Distrito Federal entregou neste sábado, 25, 3.338 casas e apartamentos do Jardins Mangueiral, um dos maiores empreendimentos do Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem e o primeiro no Brasil na área da habitação erguido por meio do sistema de Parceria Público Privada. O total de unidades habitacionais entregues até agora no Mangueiral é de 4.462, sendo que outras cerca de 2 mil estão prontas, aguardando apenas o habite-se. Dessa forma, 87% do bairro já estão prontos, e a obra, prevista para acabar em dezembro, pode terminar em outubro, conforme disse o governador Agnelo Queiroz durante a solenidade de entrega das chaves.

O governador ressaltou a mudança na política habitacional do DF nos últimos anos, destacando que atualmente nem sempre a quantidade de casas e apartamentos é o mais importante. “Aqui mesmo nós poderíamos construir e entregar o triplo de unidades habitacionais, mas nós estamos nos preocupando também com a qualidade de vida de quem vem morar aqui”, frisou Agnelo, referindo-se ao Mangueiral e aos amplos espaços entre os blocos residenciais, entrecortados por jardins e áreas de lazer e esporte.
O Jardins Mangueiral possui apartamentos de dois quartos e casas de dois e três quartos destinados a pessoas que ganham até 12 saláros mínimos e que se encaixem nos critérios do Programa Morar Bem, entre eles o de não ter ou nunca ter possuído imóvel no DF. O custo total da obra é de R$ 1, 333 bi.

Além da parceria do GDF com a iniciativa privada, o secretário Geraldo Magela lembrou a importância da união do governo local com o governo federal, que com os recursos do Programa Minha Casa, Minha Vida foi decisivo para o impulso da políticia habitacional no DF. “Em 2010, o DF sequer estava cadastrado no Minha Casa, Minha Vida. Hoje, nenhum estado no Brasil tem tantas unidades habitacionais para serem entregues”, lembrou Magela. Para exemplificar o sucesso da atual política habitacional, o secretário citou casos como o da servidora pública Andreia da Cunha Nascimento, de 42 anos. Há 20 ela esperava pela casa própria. Recebeu das mãos de Agnelo e Magela a chave de uma casa de três quartos no Mangueiral. “Mudo na semana que vem!”, anunciou sorridente a nova moradora.

De acordo com o próprio governador, 82 mil pessoas estão habilitadas a conseguir a casa própria no DF por meio do Minha Casa, Minha Vida / Morar Bem. Elas comprovaram com documentos que preenchem todos os requisitos necessários ao programa, cujo objetivo é acabar com déficit habitacional no DF, que é de 100 mil unidades.