Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/06/13 às 19h00 - Atualizado em 3/01/19 às 11h53

MERCADO IMOBILIÁRIO – Sedhab divulga a 8ª edição do Boletim do Observatório Imobiliário do DF

COMPARTILHAR

O Boletim do Observatório Imobiliário do DF chega a sua 8ª edição, referente aos meses de março e abril deste ano. Lançado em dezembro de 2011, o Boletim foi criado pela Sedhab com o objetivo de acompanhar a situação do mercado imobiliário no DF.

O Boletim monitora as vendas e compras de imóveis construídos no Plano Piloto e nas outras cidades do DF. A Sedhab acompanha essa dinâmica com a intenção de relacionar a movimentação do mercado com as políticas de desenvolvimento urbano, habitacional e de regularização fundiária do DF.

A partir da 7ª edição, o Boletim produzido bimestralmente pelo Núcleo de Monitoramento da Dinâmica Imobiliária da Gerência de Monitoramento Territorial da Subsecretaria de Planejamento – Suplan, passou a ser distribuído para outros órgãos do GDF já que as informações podem ser interessantes para os agentes públicos que elaboram e aplicam políticas públicas territoriais, bem como para entidades da sociedade civil que precisam ter informações da dinâmica imobiliária nas suas áreas de atuação.

O indicador utilizado pelo Observatório é FipeZAP. Ele consiste no levantamento de dados feito pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – Fipe – que por sua vez adota como fonte de informação os anúncios dos imóveis publicados na página da internet do ZAP Imóveis, portal de classificados imobiliários. O portal serve como referência para a Sedhab.

Situação do Distrito Federal – Até agosto de 2012, Brasília detinha o posto de cidade com o mais elevado preço médio anunciado de metro quadrado dentre as cidades pesquisadas. Em setembro de 2012, o Rio de Janeiro ultrapassou Brasília nesse ranking. Em fevereiro deste ano, o Índice FipeZAP foi ampliado para dezesseis cidades e foi constatado que Brasília ainda mantém a segunda posição.

O preço médio do metro quadrado anunciado no DF para os meses de março e abril deste ano é de R$ 8.332,00. O maior preço médio anunciado do metro quadrado continua sendo o da cidade do Rio de Janeiro com o valor de R$ 9.052,00 e o menor valor médio foi de Vila Velha, no Espírito Santo, com R$ 3.508,00. A média do preço anunciado do metro quadrado entre as 16 cidades pesquisadas foi de R$ 6.682,00.

Mais informações na Gerência de Monitoramento Territorial da Subsecretaria de Planejamento – Suplan pelo telefone: 3214-4110.