Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/03/14 às 12h34 - Atualizado em 3/01/19 às 15h01

Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem: GDF entrega novas moradias para famílias do Residencial Parque do Riacho

 

Cento e onze famílias inscritas no Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem, coordenado pela Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), receberam, neste sábado (22), as chaves de suas moradias do condomínio oito do Residencial Parque do Riacho. É a segunda entrega de apartamentos que o Governo do Distrito Federal realiza no empreendimento. A primeira foi no mês passado para os moradores do condomínio sete. Com o novo número de contemplados, já são 255 famílias que têm as chaves das unidades habitacionais.

De acordo com o secretário de Habitação, Geraldo Magela, o GDF vai entregar, a cada mês, um novo condomínio no Parque do Riacho. “É a consolidação do Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem. Nós vamos fazer também entregas no Paranoá Parque e, além disso, vamos iniciar obras em outros projetos habitacionais, como no Parque das Bênçãos, no Recanto das Emas. Isso significa a concretização do Programa e também a realização de sonhos, das famílias que vão receber a moradia digna, bem construída e com preço adequado, e do governo, que faz um programa transparente, justo e democrático e atende a necessidade daquelas que têm direito à moradia”, declarou Magela.

Rosélia Viana foi uma das agraciadas. Nascida no Distrito Federal em 1975, só agora a brasiliense conseguiu receber a sonhada moradia. Mãe de um menino, Rosélia acredita que o apartamento é uma segurança para o filho. “Estou muito feliz. É um prêmio que vou deixar para o meu filho”, disse.

Além de ser uma segurança para os filhos, a nova moradia possibilita que as famílias deixem o aluguel e passem a pagar por algo que é delas. Como é o caso de Andréia Marins Pereira, mãe de dois filhos. Ela e o marido deixarão de pagar R$ 700,00 por mês de aluguel para pagar um pouco mais de R$ 300,00 em um apartamento próprio de dois quartos que custa R$ 75 mil. “Este apartamento representa tudo. A gente mora de aluguel há mais de três anos. Sair do aluguel e pagar uma prestação baixa no que é nosso é totalmente diferente. É uma bênção. O que é da gente é dos nossos filhos”, destacou a nova moradora do Parque do Riacho.

As famílias do Parque do Riacho pertencem à faixa dois do programa, ou seja, possuem renda mensal acima de R$ 1,6 mil até R$ 3,2 mil. Elas só podem comprometer 30% da renda mensal da família para pagar a moradia. “A faixa dois estava completamente excluída de qualquer projeto de habitação popular e este governo fez uma mudança na política habitacional e essa é a chance definitiva de moradia própria para essas famílias”, declarou o governador do DF, Agnelo Queiroz.

O valor total do empreendimento é de R$ 455,5 mi e os recursos são do Minha Casa, Minha Vida. O empreendimento possui 42 condomínios e beneficiará 5.904 famílias. São 4.624 apartamentos de dois quartos e 1.280 de três quartos. As unidades de dois quartos medem 46 m² e custam cerca de R$ 75 mil. As de três, R$ 85 mil e medem 58 m².

O GDF tem como meta colocar em construção 100 mil moradias de interesse social até o final de 2014, com o intuito de diminuir o déficit habitacional e disponibilizar moradia digna às famílias do Distrito Federal.