Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/12/13 às 17h31 - Atualizado em 3/01/19 às 14h58

Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem – Novo grupo de futuros moradores do Residencial Parque do Riacho assina contrato de financiamento com o banco

Mais de quatrocentas famílias estão mais próximas de conquistar o sonhado apartamento no Residencial Parque do Riacho. Neste sábado (21), foi realizado mais um mutirão para assinatura de contrato de financiamento das unidades habitacionais entre os futuros moradores e o Banco do Brasil. Este é um passo avançado do Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem, coordenado pela Sedhab – Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano e pela Codhab – Companhia de Desenvolvimento Habitacional. Com os novos contratos assinados hoje, já são mais de 1,1 mil famílias atendidas pelos mutirões.

O secretário de Habitação, Geraldo Magela, explica que o mutirão é um processo muito importante de transparência e organização, e que proporciona ao futuro morador todas as informações e garantias. “A família já sai daqui sabendo quanto ela vai pagar de prestação, em qual endereço vai morar e quando irá receber a moradia. Isso é a garantia de moradia digna e de cidadania com transparência. É o que nós buscamos fazer, tanto o GDF, como o Banco do Brasil e a construtora JC Gontijo”, declarou Magela.

O contrato junto ao banco é uma etapa final de um processo do programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem, que tem início na habilitação das famílias – quando é analisada a documentação das pessoas para verificar se elas estão de acordo com a política habitacional do DF e aptas a receber a moradia. “A partir da assinatura desse contrato de compra e venda, as famílias passam a pagar o financiamento de sua unidade habitacional”, esclareceu o presidente da Codhab, Rafael Oliveira.

Dona Natália Queiroz é moradora do DF desde 1958 e espera por uma moradia há 20 anos. Ela se diz felicíssima com a nova unidade habitacional. “Vou pagar R$ 466,00 por mês em um apartamento com segurança e conforto. É um preço ótimo para dois quartos, sala e cozinha. Sair do aluguel é uma bênção. Eu já sou aposentada e, agora, depois de 20 anos de inscrição, assino a minha casa própria. Muito obrigada”, declarou, radiante, Dona Natália.

Assim como Natália, Dona Neuza Alves de Lima, que chegou a Brasília na década de 60, também está feliz. Ela espera pela moradia própria há 32 anos. “Estou certa que vamos receber esse apartamento. Estou muito contente. Tenho certeza que vamos ter a nossa casa própria”, comemorou.

Residencial Parque do Riacho – O empreendimento possui 42 condomínios e beneficiará 5.904 famílias. São 4.624 apartamentos de dois quartos e 1.280 de três quartos. O primeiro condomínio a ser entregue é o numero sete, com 144 unidades e que, segundo a JC Gontijo, construtora responsável, já está 80% concluído. A previsão é que os primeiros apartamentos sejam entregues em fevereiro de 2014. O valor total do empreendimento é de R$ 455,5 mi.

O Residencial Parque do Riacho é voltado a famílias faixa dois do programa, ou seja, que têm renda mensal acima de R$ 1,6 mil até R$ 3.275,00.