Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/03/14 às 21h04 - Atualizado em 3/01/19 às 15h11

Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem – Sedhab e Codhab entregam escrituras aos futuros moradores do Residencial Estilo Santa Maria

COMPARTILHAR

 

O programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem avança na oferta de moradias para quem precisa em todo o Distrito Federal. Neste sábado, 1º de março, 37 futuros moradores do Residencial Estilo Santa Maria receberam a escritura de seus apartamentos. Na ocasião, além de receber o documento, as famílias conheceram o empreendimento. Outros futuros residentes do Estilo Santa Maria que ainda não assinaram o contrato com o banco, mas que já têm unidades reservadas, também foram convidados a participar da visita.

De acordo com o secretário de Habitação, Geraldo Magela, este é um momento muito importante, pois o governo entrega as escrituras antes de concluir o empreendimento e, com isso, o futuro morador já pode fiscalizar e acompanhar a qualidade e o tempo da realização da obra. “É um momento muito importante para as famílias que recebem as escrituras, mas, também, para o governo. Temos um programa sério, justo, transparente, mas, especialmente, um programa que realiza o sonho das pessoas em ter a sua moradia própria”, disse Magela.

O Residencial Estilo Santa Maria é voltado a famílias faixa dois do programa, ou seja, que têm renda mensal acima de R$ 1,6 mil até R$ 3.275,00. Cada apartamento vai custar R$ 97,6 mil. Quem pertence à faixa dois do programa não poderá comprometer 30% da renda mensal da família para pagar a moradia.

A empresa Carvalho Accioly é a responsável pela construção de 168 unidades habitacionais no Residencial Estilo Santa Maria I e Santa Maria II. Serão dois blocos com 84 unidades cada um. O custo do empreendimento é de cerca de R$ 16 milhões. Cada bloco terá 56 unidades com 53,80 metros² e 28 unidades com 53,50 metros². Os contratos foram entregues aos futuros moradores do lote G.

Segundo o presidente da Codhab, Rafael Oliveira, a previsão é entregar o primeiro bloco entre junho e julho deste ano. “Isso demonstra o compromisso que, tanto o governo federal, por meio da Presidenta Dilma, como o governo do DF, na condução do governador Agnelo Queiroz e do secretário Magela, têm com a política habitacional”, destacou.

O futuro morador Amarildo de Freitas, que recebeu a escritura neste sábado, vive de aluguel há mais de 10 anos. Casado e pai de três filhos, ele não vê a hora de mudar para o apartamento novo. “Estou com fé que vou receber o meu apartamento. É uma garantia para os meus filhos. Foi a melhor coisa que o governador fez”, declarou Amarildo.

O programa habitacional, coordenado pela Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), tem como meta colocar em construção 100 mil moradias de interesse social até o final de 2014.

Saiba mais – Para participar do Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do Programa Morar Bem. Ao todo foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na Relação de Inscrição Individual (RII) e 52.945 na Relação de Inscrição por Entidade (RIE) – indicadas por cooperativas.