Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
28/05/23 às 10h56 - Atualizado em 1/06/23 às 13h39

Moradores de Vicente Pires expõem suas demandas em oficina do PDOT

 

Evento público sobre a revisão do Plano Diretor abordou os principais desafios e potencialidades da região

 

LEANDRO CIPRIANO

 

Os moradores de Vicente Pires apresentaram as principais demandas da região administrativa (RA), nesse sábado (27), durante a primeira oficina participativa da revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT). O evento foi organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) no Colégio Liceu e contou também com pessoas interessadas em debater temas essenciais ao desenvolvimento da cidade, como regularização fundiária, meio ambiente e transporte público.

 

“Hoje estamos dando início a uma série de 53 oficinas participativas, sendo 35 nas regiões e outras 18 temáticas. Esse é um momento muito importante, em que a população realmente se engaja no Plano Diretor. Todos podem participar dando as suas contribuições e opinando sobre toda a problemática que enfrentam”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Vaz, presente no evento.

 

Oficina participativa foi organizada no Colégio Liceu

Na ocasião, a equipe técnica da Seduh fez uma breve apresentação sobre a importância do PDOT, lei que guia o desenvolvimento da cidade e essencial para balizar as políticas públicas territoriais do DF pelos próximos 10 anos. Depois, os participantes foram divididos em grupos, onde cada um apontou em mapas os principais desafios e potencialidades de Vicente Pires.

 

Ao final da dinâmica, todos os participantes foram reunidos e um representante de cada grupo apresentou as questões que foram levantadas. Algumas das principais problemáticas destacadas na RA foram: a construção de prédios sem planejamento, a falta de acessibilidade e mobilidade, a necessidade de regularizar mais áreas rurais, ocupações irregulares que ameaçam a preservação ambiental, entre outros.

 

“Esse é o momento da população ser ouvida. Todos precisam sair da zona de conforto e falar o que eles querem para a cidade. Os interesses de todos precisam se encontrar em um bem comum e o caminho é passando por essa discussão”, pontuou o administrador regional de Vicente Pires, Gilvando Galdino, também presente no evento.

 

Participações

 

Um dos participantes da oficina foi o servidor público e morador José Geraldo Oliveira, vice-presidente da Associação de Moradores de Vicente Pires e Região (AMOVIPE). Ele destaca a importância da população se fazer presente nas discussões sobre o Plano Diretor.

 

“Esse evento é extremamente importante, porque o PDOT planeja o DF para os próximos 10 anos. Por isso, ele precisa trazer, de fato, os anseios da sociedade”, pontuou Geraldo, ao citar como exemplo a necessidade de ter um melhor planejamento urbano na região. “Temos um crescimento vertical muito acentuado, com prédios ocupando locais indevidos e adensando acessos e saídas. Isso é muito grave”, destacou.

 

Participantes foram divididos em grupos na dinâmica

Moradora de Vicente Pires há 20 anos, a professora Vanda Lúcia Martins acredita que participar das discussões do Plano Diretor é decidir o futuro da população. “É importante colocarmos nossas satisfações e insatisfações, porque é o nosso futuro que está em jogo. Vicente Pires cresceu e se tornou independente, mas tem muito prédio sem planejamento e estacionamento. O poder público precisa acompanhar e fazer valer as regras”, disse.

 

“Esse momento é único. É a hora de falar, ouvir, levar propostas e sugestões para a nossa comunidade”, comentou a microempreendedora Glacia Camargo, moradora da região há duas décadas e que aponta a segurança, a mobilidade e a saúde como pontos a serem melhorados em Vicente Pires.

 

Quem pode participar?

 

Todos os moradores do DF interessados em discutir o planejamento urbano e o futuro da cidade, de diferentes faixas etárias, gêneros e níveis socioeconômicos, podem participar das oficinas de todas as regiões administrativas.

 

Para participar, basta comparecer à reunião nas datas e horários marcados. Confira o calendário completo das oficinas participativas, que também serão transmitidas no canal da secretaria no Youtube, chamado Conexão Seduh.

 

Lembrando que a segunda oficina será temática e discutirá com a população direito à cidade, habitação e moradia. O evento é aberto a todos os interessados e será na próxima terça-feira (30), às 19h, na sede da Seduh, localizada no Edifício Number One, Setor Comercial Norte (SCN) Quadra 1, 18º andar.

 

Mais informações podem ser acessadas no site www.pdot.seduh.df.gov.br.

 

Acompanhe a Seduh nas redes sociais:
@SeduhDF
@SeduhDF
@SeduhDF
seduhdf.comunicacao@gmail.com