Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/04/14 às 13h37 - Atualizado em 3/01/19 às 15h24

Moradores do Recanto das Emas recebem escrituras durante o GDF Junto de Você

A política de regularização mostra, mais uma vez, resultados. Neste sábado (12), o Mutirão das Escrituras, pelo Programa Regularizou, É Seu, entregou 178 escrituras aos moradores do Recanto das Emas que não tinham o documento definitivo de suas casas. A ação, coordenada pela Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), fez parte das atividades do GDF Junto de Você.

As escrituras foram entregues às famílias das quadras 100, 200, 300, 400, 600 e 800. Elas esperam pelos documentos desde a criação da cidade, em 1993. O governo local do DF já entregou na cidade mais de 1,6 mil escrituras.

A secretária de Habitação, Jane Diehl, destaca que o Mutirão das Escrituras ocorre em várias regiões. “Já entregamos e vamos continuar a entrega do documento definitivo de propriedade em várias regiões do DF, como Samambaia, Estrutural, Vila Planalto, Sol Nascente, Santa Maria e várias outras regiões. Estamos voltando ao Recanto das Emas com mais escrituras. O trabalho não para. Temos um programa sério, justo, transparente, mas, especialmente, um programa que realiza o sonho das pessoas em ter sua moradia própria”, declarou a secretária.

Segundo o governador do DF, Agnelo Queiroz, a regularização no Recanto das Emas acontece com segurança jurídica. “Estamos concluindo a regularização e entregando as escrituras. Muitas dessas pessoas esperam pelos documentos há 20 anos”, destacou o governador.

Mary Nilce Alves é moradora do Recanto das Emas desde 1996 e só conseguiu a escritura da sua casa neste governo. Casada, a assistente social tem dois filhos e quatro netos e vê a escritura como uma segurança para a família. “Estou muito feliz e realizada. É uma segurança para os meus filhos. Quem compra e não tem a escritura não é dono”, disse.

Para facilitar a regularização das moradias o governo assinou convênio com a Associação dos Cartórios (Anoreg/DF) para diminuir o valor das taxas das escrituras. Sem os benefícios do Mutirão, a pessoa pagaria R$ 1.214,85 só das taxas do cartório. Quem participa do Mutirão das Escrituras, só paga R$ R$ 198,09 para o cartório.

O Mutirão das Escrituras foi lançado em novembro de 2012 para incentivar as pessoas que moram em cidades já regularizadas, mas que ainda não possuem o documento definitivo e legítimo do seu imóvel, a regularizar suas moradias e obter a escritura.