Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/07/12 às 20h38 - Atualizado em 3/01/19 às 9h38

REGULARIZAÇÃO

COMPARTILHAR

Secretário se reúne com mais de 200 pastores

(15/05/2012)

Em encontro nesta segunda-feira, 14 de maio, na Igreja Assembleia de Deus em Taguatinga, com mais de 200 pastores, bispos e líderes evangélicos, o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano Geraldo Magela explicou como será o processo de regularização dos templos religiosos e entidades de assistência social.

A reunião foi coordenada pelo bispo e deputado federal Ronaldo Fonseca. “Convidamos para este encontro líderes de igrejas que estão sendo notificadas pela Agência de Fiscalização, que estão em áreas irregulares ou que tem dívida com a Terracap. Sabemos que o governo é nosso parceiro, que tem buscado soluções, mas estamos sem informações concretas sobre o processo de regularização”, disse.

O secretário Geraldo Magela explicou que a licitação dos terrenos para regularização por templos religiosos e entidades sociais está muito próxima. “Está situação se arrasta há mais de 20 anos. Nos próximos 30 dias, a Terracap deve finalizar e divulgar o novo edital de licitação, seguindo as recomendações do Tribunal de Contas e do Tribunal de Justiça”, disse o secretário Magela.

Sobre as dívidas com a Terracap, o secretário Magela informou que os débitos poderão ser parcelados até o dia da licitação e que está solicitando à Terracap que as dívidas sejam recalculadas utilizando os mesmos critérios de cobrança.

“Já passamos por vários governos, já houve diversos projetos e leis. E esta foi a única que prevaleceu. Por isso, precisamos aproveitar este momento e resolver esta situação. Mas aconselho a formação de uma comissão que tenha condições e conhecimento para acompanhar os pedidos e os editais. Leiam a resolução, tirem dúvidas”, aconselhou o deputado distrital Wasny de Roure.

Para o diretor-presidente da Agefis Gleiston de Paula, “este é um problema histórico em Brasília. Mas com união e vontade, vamos resolver. Para minimizar esta situação, estamos tentando tratar as igrejas de forma diferenciada. Por isso o decreto 33.650 de 9 de maio deste ano, que cria um grupo de trabalho pata tratar sobre a instalação e o funcionamento de templos no Distrito Federal. Estamos tentando arrumar dentro da legalidade. E quando um templo solicitar a regularização, também seremos informados pela Sedhab”, disse.

O decreto 33.650, publicado no DODF no dia 10 de maio, diz que o grupo de trabalho deverá realizar estudos, com vistas à definição de diretrizes e encaminha¬mento de questões relativas à instalação e ao funcionamento de Templos no Distrito Federal.

Estavam presentes: o secretário do Entorno, Bispo Renato; o deputado distrital Wasny de Roure; o deputado distrital Evandro Garla; o diretor-presidente da Agefis Gleiston de Paula; o administrador de Santa Maria Marcio Ferreira; o administrador do Itapoã Gesiel da Silva; Benedito Domingos; além de representantes da assessoria do governador Agnelo Queiroz e o pastor responsável pela Igreja Orcival.

LICITAÇÃO — Hoje, cerca de dois mil terrenos ocupados por templos religiosos e entidades sociais estão irregulares. Na licitação que está sendo editada, os atuais ocupantes ganharão a preferência de compra e poderão quitar os terrenos em até 20 anos, com juros acessíveis, bem abaixo dos que são cobrados no mercado financeiro. O valor do terreno será de terra nua, calculado com o valor de mercado de 2006 e correção somente do IGPM anual, esta última trata-se de uma determinação do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF).

Poderão também, atendendo a determinações do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), optar pela concessão de uso onerosa do espaço por até 30 anos, com uma taxa fixa mensal de 0,6% calculada sobre o valor atualizado do terreno. Depois de seis meses, terão o direito de compra.

“Ninguém poderá mudar a destinação do espaço e nem revendê-lo para outro fim”, alertou o secretário. Outra novidade anunciada é que nas novas áreas habitacionais que estão sendo projetadas para o Distrito Federal, e que serão entregues nos próximos anos, já há previsão para a concessão e a venda de espaços destinados a templos religiosos e entidades sociais.

O secretário explicou ainda que os líderes religiosos poderão fazer requerimento solicitando preferência no processo de regularização. Mas alertou que todos os tempos religiosos serão regularizados.

Assessoria de Comunicação Sedhab

Leia também...