Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/02/13 às 17h32 - Atualizado em 3/01/19 às 11h36

REGULARIZAÇÃO — Sedhab e MPDFT debatem solução para os terrenos de templos e entidades sociais

COMPARTILHAR

Nesta sexta-feira (08/02), o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela, se reuniu com a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Eunice Carvalhido, na sede do órgão, para tratar da regularização dos terrenos dos templos religiosos e das entidades de assistência social do DF.

“Essa situação já se arrasta há mais de três décadas. Hoje, existem entidades que estão impedidas de realizar convênios devido a essa situação. O desejo do governo é regularizar a situação dos templos e entidades sociais”, destacou o secretário de Habitação, Geraldo Magela.

Em janeiro deste ano, o MPDFT obteve uma liminar que suspendeu os efeitos da Resolução nº 228/2011 da Terracap, que permitia a regularização dos terrenos ocupados por templos religiosos e entidades sociais. O secretário de Habitação explicou que o motivo do encontro era encontrar uma solução para a questão. “Nós estamos aqui hoje para dialogar com o Ministério Público para encontrarmos uma solução para as entidades religiosas e sociais”, enfatizou.

A procuradora-geral do MPDFT, Eunice Carvalhido, disse que não tinha conhecimento ainda do inteiro teor da decisão, mas ressaltou que “a atuação do Ministério Público não é impedir nada, muito pelo contrário, queremos contribuir com este processo”.

O secretário de Habitação, Geraldo Magela descreveu os procedimentos adotados pela Sedhab para promover a regularização dos terrenos. Magela informou ainda que já há um consenso entre os dirigentes dos templos religiosos e entidades sociais que os terrenos serão licitados com preferência para os atuais ocupantes. “Todos os dirigentes das entidades têm clareza que o governo não fará doação desses terrenos, mas que participarão de uma licitação com o direito de preferência para a compra”, afirmou.

Ficou acordado na reunião que se promoverá um encontro entre Sedhab e Terracap — representantes do GDF — e os promotores da Ordem Urbanística do MPDFT para elaborar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) a fim de se dar uma solução definitiva para o tema.

Participaram do encontro o deputado distrital e presidente da Câmara Legislativa Wasny de Roure, o secretário de Trabalho, Bispo Renato Andrade, o deputado federal Ronaldo Fonseca, os deputados distritais Evandro Garla e Eliana Pedrosa; além de representantes da Arquidiocese de Brasília e dos segmentos Evangélico, Espírita e de Matriz Africana.

NOVAS ÁREAS – O secretário Geraldo Magela revelou durante a reunião que novas áreas serão ofertadas para as entidades religiosas e sociais. Magela citou que nos empreendimentos Jardins Mangueiral e Paranoá Parque já existem lotes destinados para essas finalidades e que em breve serão licitados.

OCUPAÇÃO IRREGULAR – Geraldo Magela registrou ainda que desde o início do governo não há registro de ocupações irregulares promovidas por essas entidades. “Este governo quer regularizar, mas também está cuidando para que não haja novas ocupações”, ressaltou Magela.

Leia também...