Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/02/15 às 10h49 - Atualizado em 3/01/19 às 15h28

Rollemberg recebe representantes de condomínios

COMPARTILHAR

Governador discutiu regularização e ouviu demandas do grupo

 

 

Na tarde desta segunda-feira (2), o governador Rodrigo Rollemberg recebeu, no Palácio do Buriti, representantes da Associação Comunitária dos Condomínios da Região do Jardim Botânico (Ajab), da Associação dos Moradores do Tororó e Adjacentes (Atua) e da Associação dos Moradores do Setor Habitacional São Bartolomeu. Ele estava acompanhado do secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade. O tema foi a regularização desses condomínios, que, juntos, têm população de 75 mil habitantes.

São mais de 3 mil lotes em situação irregular. Os moradores apresentaram ao governador e ao secretário os problemas que devem ser resolvidos para dar continuidade ao processo de regularização, dividido em cinco etapas. “Há questões imediatas e a longo prazo, mas todas devem ser avaliadas”, disse o advogado da Ajab, Mário Gilberto de Oliveira. Ciente da situação, o governador ressaltou a importância econômica da regularização e acolheu as queixas dos moradores. “Nossa disposição é a de regularizar os condomínios, é um compromisso”, afirmou Rollemberg.

Representantes das associações entregaram um documento ao secretário de Gestão do Território e Habitação, que garantiu avaliar as regularizações caso a caso e dar prioridade à demanda. Thiago de Andrade afirmou que os condomínios poderão acompanhar a tramitação dos processos para que não haja dúvidas.

Nesta terça-feira (3), os representantes vão se reunir com o diretor técnico da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), Júlio César Reis. “Estamos confiantes”, garantiu a presidente da Ajab, Viviane Fidélis.

O grupo também manifestou preocupação com a fusão das Administrações Regionais do Lago Sul e do Jardim Botânico, sugerida pelo governo. A proposta é reduzir de 31 para 24 o número de administrações regionais. A mudança precisa passar pela Câmara Legislativa. Rollemberg explicou ao grupo que a medida tem como objetivo reduzir as despesas da administração pública, sem prejudicar o serviço à população. “Nenhum administrador regional trabalha sozinho. É preciso haver unidade no governo e vamos todos trabalhar juntos”, disse o governador.

Fonte: Agência Brasília