Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/11/13 às 12h56 - Atualizado em 3/01/19 às 14h50

Sedhab recebe documentos na Vila Telebrasília

Os moradores da Vila Telebrasília deram mais um passo em direção à regularização de seus lotes, que ficam numa das regiões mais tradicionais do Distrito Federal. Uma equipe de técnicos da Sedhab – Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, se instalou neste sábado, na Praça da Resistência, local conhecido dos moradores dentro da cidade, para receber a documentação de 142 famílias.

O secretário de Habitação, Geraldo Magela ressaltou que a Vila Telebrasília é uma região histórica no DF e lembrou do tempo em que trabalhou ao lado dos moradores pioneiros para evitar a transferência das casas para terceiros. “Graças à Deus, quando nós decidimos a fixação definitiva, eu era secretário de habitação no governo anterior do PT, e hoje eu estou tendo oportunidade de estar aqui consolidando a entrega das escrituras, fazendo com que efetivamente todos os moradores tenham a legalidade da sua residência. Era um sonho da população a fixação e isso foi feito, era um sonho a urbanização, eles conquistaram. E agora só falta a conclusão da legalização que nós estamos trazendo”.

A moradora do lugar, Nilce Alves, 52 anos, que entregou neste sábado todos os documentos para a regularização, comemorou o direito de ter um lote na cidade onde viveu todos os anos. “É bom, né? É certo que a gente vai ter o direito ao lote da gente, tudo certinho, sem enrolação. E agora está tudo certinho aí, é só aguardar”

Já Vescesnildo Gonçalves, 50 anos, disse que a regularização dos imóveis é uma luta de todos os moradores da Vila Telebrasília. “É de grande importância pra nós, a gente parabeniza a gestão atual por estar trazendo dignidade para nós e a segurança daquilo que adquirimos com grande dificuldade, porque isso aqui foi suado”.

A Vila Telebrasília, localizada no final da Asa Sul, surgiu em 1956 como acampamento de funcionários da construtora Camargo Corrêa. Uma lei da década de 90 permitiu a fixação dos moradores no local.