Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/03/14 às 20h49 - Atualizado em 3/01/19 às 15h00

TV interativa irá atender os moradores do Paranoá Parque

COMPARTILHAR

As famílias que vão morar no Paranoá Parque, um dos empreendimentos do programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem, terão acesso aos serviços do Governo Federal e do GDF por meio de uma TV digital e interativa.

O chamado Brasil 4D reúne os conteúdos audiovisuais e aplicativos que permitem o acesso do cidadão às informações, sendo destinado para a população de baixa renda que possuem cadastros nos Programas Brasil Sem Miséria e Bolsa Família. O projeto foi criado e desenvolvido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

O convênio entre a Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) vai permitir que todas as famílias do Paranoá Parque recebam gradativamente treinamento, antena de TV e um conversor digital que, acoplado à TV, permite a interatividade por meio do controle remoto. Esse novo canal de acesso, é transmitido pela multiprogramação da TV Brasil Digital no Distrito Federal (Canal 2.1).

Os conteúdos foram divididos em quatro áreas, sendo uma destinada à assistência social, com a oferta de informações a respeito do Cadastro Único e do programa Bolsa Família. Outra área de trabalho vai permitir ao telespectador buscar vagas de emprego por grau de instrução. Haverá ainda conteúdo relacionado à Mulher com informações sobre a Lei Maria da Penha e os tipos de violência contra a mulher. E o último destinado à saúde, com o programa Saúde da Família, serviços oferecidos e endereços das clínicas e dos postos de saúde mais próximos. A TV conta ainda com o calendário de atendimentos da Carreta da Mulher nas Regiões Administrativas, por cidade e local.

As famílias terão ainda acesso a informações de políticas públicas geridas pelo Banco do Brasil e pela Caixa Econômica Federal.
O projeto terá duração de três meses e será acompanhado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A ideia é aproveitar a oportunidade e fazer uma pesquisa de campo, para saber quais canais estão sendo ou não assistidos, quais os serviços mais acessados e o nível de interatividade do usuário.