Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/12/21 às 18h17 - Atualizado em 15/12/21 às 13h28

Aprovado novo bairro para mais de 7,7 mil moradores de baixa renda

 

Área fica no Sol Nascente e será destinada à habitação de interesse social

 

LEANDRO CIPRIANO

 

O Governo do Distrito Federal (GDF) aprovou, nesta sexta-feira (10), o projeto urbanístico de parcelamento do solo chamado Ikeda, que será um novo bairro destinado a moradores de baixa renda. O local fica no Sol Nascente/Pôr do Sol e é de propriedade particular. A área tem 51,35 hectares e será dividida em 91 lotes, com a estimativa de abrigar prédios multifamiliares para mais de 7.700 habitantes.

 

Área tem 51,35 hectares, 91 lotes e poderá abrigar 7,7 mil pessoas

A iniciativa foi aprovada pelo Decreto n° 42.786, assinado pelo governador Ibaneis Rocha e divulgado na edição de hoje do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). A norma entra em vigor na data de sua publicação. Para a aprovação de um projeto urbanístico particular, a atuação do GDF se encerra com a divulgação do decreto.

 

A partir de agora, começa a contar o prazo de até 180 dias para que a empresa Direcional Engenharia, responsável pela área, dê entrada com o pedido de registro do imóvel em cartório. O processo antecede a adoção das medidas para garantir a melhor infraestrutura ao local beneficiado.

 

Conforme o projeto urbanístico, o uso e a ocupação do solo basearam-se na definição de duas áreas principais dentro do parcelamento: uma destinada à habitação de interesse social e outra para o desenvolvimento de atividades econômicas, entre elas, prestação de serviços, indústrias e comércio em geral.

 

O projeto prevê ainda Espaços Livres de Uso Público (ELUPs) e lote para Equipamentos Públicos. A proposta é que a oferta habitacional e a atividade comercial garantam uma diversidade saudável para o desenvolvimento equilibrado da região, criando um bairro completo, onde as pessoas possam morar, trabalhar e ter acesso a serviços e lazer.

 

A criação desse novo parcelamento já tinha sido aprovada em junho deste ano pelo Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan). Os parâmetros também foram aprovados pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh) e estão em conformidade com as diretrizes urbanísticas vigentes.

 

Acompanhe a Seduh nas redes sociais
@SeduhDF
@SeduhDF
@SeduhDF
seduhdf.comunicacao@gmail.com