Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/04/18 às 10h50 - Atualizado em 31/10/18 às 15h48

Concurso de revitalização da orla do Lago Paranoá tem 22 propostas

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, recebeu a comissão julgadora do concurso do plano urbanístico de ocupação — Masterplan — da orla do Lago Paranoá no Palácio do Buriti na tarde desta segunda-feira (16).

“O desafio é equilibrar o espaço para que ofereça lazer e esporte e respeite o meio ambiente. A ocupação deve ser inteligente para que seja irreversível, e a orla continue livre”, disse o governador.

 

Os jurados foram apresentados a Rollemberg pelo secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade. “Eles vão julgar 22 projetos homologados e sigilosos. Quando estiverem analisando, não terão como saber quem são os autores de cada um.”

 

Composta por sete titulares e três suplentes com alto grau de conhecimento nas áreas exigidas pela competição, a comissão decidirá qual proposta sugere o melhor uso de 38 dos 109 quilômetros de perímetro do Lago Paranoá.

 

resultado do concurso será divulgado no sábado, 21 de abril, aniversário de Brasília. O julgamento começa nesta terça (17) e vai até sexta-feira (20).

 

Os cinco melhores trabalhos serão escolhidos e classificados por ordem de mérito. Esses passarão pela fase de habilitação, e a equipe mais bem colocada entre as habilitadas sairá vencedora.

 

De acordo com o edital, o valor do contrato está estimado em R$ 2,5 milhões.

 

As sugestões dos brasilienses, por meio de enquete e consulta pública do Plano Orla Livre, foram consideradas na elaboração do concurso.

 

Comissão julgadora do Masterplan

Titulares

Ângelo Bucci (São Paulo)
Formado pela FAU-USP em 1987, obteve os títulos de doutor e mestre pela mesma faculdade, onde também é professor de projetos desde 2001

Briane Bicca (Porto Alegre)
Arquiteta e urbanista pela UFRGS (1969), especialista em planejamento do desenvolvimento, doutora pela Universidade de Ciências Sociais de Grenoble

Jeanitto Gentinilli (Brasília)
Arquiteto urbanista pela Universidade Gama Filho (RJ, 1981) e diretor-executivo do Jardim Botânico de Brasília (2007-2017)

Marcus Vinícius Batista de Sousa (Brasília)
Engenheiro ambiental pela Universidade Católica de Brasília, especialista em construções sustentáveis e membro do Conselho de Meio Ambiente do DF

Nivaldo Andrade (Bahia)
Arquiteto e urbanista, mestre e doutor em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal da Bahia, onde é professor da Faculdade de Arquitetura 

Nonato Veloso (Brasília)
Arquiteto pela Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (1974) e doutor pela Universidade de Brasília (2014)

Paulo Henrique Paranhos (Brasília)
Formado pela Universidade de Brasília (1982) e ex-presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil – Distrito Federal (2011-2014)

Suplentes

1º) arquiteta Lúcia Helena Ferreira Moura (Brasília)

2º) arquiteta Tereza da Costa Ferreira Lodder (Brasília)

3º) arquiteto Pedro Braga Netto (Brasília)

 

Fonte: Agência Brasília