Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/12/20 às 17h20 - Atualizado em 22/12/20 às 17h21

Entrega de alvará de construção atinge marca histórica no DF

Foram 2.020 documentos expedidos pela Seduh em 2020, mais que a soma dos últimos cinco anos

 

LEANDRO CIPRIANO

 

Uma marca histórica de produtividade foi atingida pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh). Representantes da pasta entregaram, nesta terça-feira (22), o alvará de construção número 2.020 expedido neste ano, quantidade nunca registrada em anos anteriores. O documento foi liberado para o Grupo Projeção, cujas obras na unidade de Taguatinga, localizada na Avenida Samdu Norte, começam esta semana para expandir o campus em mais 30 mil metros quadrados.

 

Alvará n° 2.020 foi entregue por Mateus Oliveira ao presidente do Grupo Projeção, Oswaldo Saenger – Foto: Divulgação/Seduh-DF

 

As entregas não param por aí. A expectativa é que até o final deste ano a Central de Aprovação de Projetos (CAP) da Seduh supere a marca e alcance a meta de 2.050 alvarás de construção liberados em 2020. Serão mais de 2,1 milhões de metros quadrados de obras licenciadas no Distrito Federal.

 

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira, esse número histórico de alvarás entregues em apenas um ano é um reflexo do trabalho iniciado em janeiro de 2019 e representa o esforço de toda a equipe da Central de Aprovação de Projetos, mesmo em um ano de pandemia.

 

“Mostra a dedicação e o compromisso dos servidores da CAP para alcançar esse número, que deve ser comemorado. Especialmente porque além de representar mais que o triplo do número de alvarás expedidos em 2019, é maior do que de todos os últimos cinco anos juntos”, afirmou Mateus Oliveira.

 

Os números comprovam essa conquista. Entre 2015 a 2019 foram liberados o total de 1.862 alvarás de construção. No ano passado inteiro, 615 documentos desse tipo foram expedidos, o que representava até então a maior quantidade aprovada nesses cinco anos. Cenário que mudou a partir do momento que o rito processual para liberar os documentos de construção de casas foi reduzido de até dois anos para apenas sete dias de aprovação.

 

Obras no terreno do Grupo Projeção vão expandir o campus de Taguatinga em mais 30 mil metros quadrados – Foto: Divulgação/Seduh-DF

 

Simplificação e gestão eficaz

 

A simplificação na aprovação de projetos e a gestão eficaz dos procedimentos proporcionaram rapidez e segurança para que grandes empreendimentos também fossem aprovados em todo o DF. Com isso, foi possível atingir a marca expressiva de mais de 2 mil alvarás entregues em um ano.

 

“A Seduh precisava de mais estrutura, respaldo e, acima de tudo, uma legislação que viesse a desburocratizar e simplificar processos. Alcançamos isso, além de toda uma postura de serviço mais eficiente. Por isso esse alvará de número 2.020, em um ano tão difícil como foi o de 2020, tem uma simbologia tão grande”, ressaltou Mateus Oliveira.

 

Também presente na solenidade, o secretário de Governo, José Humberto, destacou o trabalho de alto nível e competência da Seduh para garantir essa quantidade expressiva de documentos entregues.

 

Secretário de Governo, José Humberto, elogiou trabalho da equipe da Seduh – Foto: Divulgação/Seduh-DF

 

“Um ato ordinário acabou se transformando em um ato extraordinário, porque o ano que passamos foi muito difícil. Mas o governador Ibaneis decidiu perseguir como objetivo um governo de simplificação, de incentivo à iniciativa privada e de segurança jurídica, para que as pessoas possam trabalhar e investir. Com isso, estamos batendo metas”, reforçou José Humberto.

 

Momento histórico

 

Na avaliação do presidente do Grupo Projeção, professor Oswaldo Luiz Saenger, que recebeu em mãos o alvará de número 2.020, a entrega é um “momento histórico para o Projeção, assim como também é um momento histórico para o GDF”.

 

Segundo Oswaldo Luiz Saenger, entrega do alvará foi um momento histórico para o Grupo Projeção – Foto: Divulgação/Seduh-DF

 

Para o reitor do Centro Universitário e diretor de Educação do Grupo Projeção, professor José Sérgio de Jesus, o momento deixa um legado importante para a instituição. “É um número marcante em um ano marcante, pois exigiu coragem, tanto da Administração Pública quanto da iniciativa privada. Parabenizo o GDF de chegar em 2020 com o alvará número 2.020, que representa, sobretudo, a coragem e a ousadia de continuar fazendo o que tem que ser feito”, elogiou.

 

Após iniciar as obras, a expectativa da equipe do Grupo Projeção é que um novo prédio seja concluído no campus de Taguatinga até meados de novembro.