Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
21/03/19 às 10h38 - Atualizado em 31/07/19 às 11h26

GDF cria grupo de trabalho para avaliar Masterplan

Comitê é formado por secretarias, administrações e autarquias do Governo do Distrito Federal e foi criado por meio de decreto publicado no Diário Oficial

 

A reavaliação do Masterplan da orla do Lago Paranoá será feita por grupo de trabalho do Governo do Distrito Federal. O comitê foi instituído por meio do Decreto nº 39.721, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (20).

 

O grupo de trabalho será presidido pelo governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha; e será composto pelos titulares das secretarias de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira; e Meio Ambiente, Sarney Filho; pelos administradores regionais do Lago Norte e Lago sul e por presidentes dos seguintes órgãos:

 

-Instituto Brasília Ambiental (Ibram);
-Agência de Fiscalização do DF (Agefis);
-Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap);
-Companhia Energética de Brasília (CEB);
-Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb)

 

O comitê vai avaliar a implementação integral do Masterplan. Isso porque, na avaliação do Governo do Distrito Federal, o projeto vencedor é uma proposta de ocupação e não tem caráter executivo. O cumprimento decisão judicial referente à desobstrução da orla do Lago Paranoá, por sua vez, está assegurado.

 

Entre os aspectos que serão revisados destacam-se: a interligação de toda a orla por meio de ciclovias, com pavimentação asfáltica em Área de Preservação Ambiental (APP),a instalação de comércio, de roda-gigante e do mirante.

 

Também serão revisadas as intervenções em áreas alagadas e de vereda, que são enquadradas como APP independentemente dos 30 metros a partir da linha d’água do Lago Paranoá.

A reavaliação não impede, contudo, a melhoria dos espaços públicos em unidades de conservação. É o caso da requalificação do Parque das Garças, no Lago Norte, e na Área de Relevante Interesse Ecológico do Bosque, na QL 10 do Lago Sul, para uso da população, com menor impacto ambiental possível.

 

Leia também

Seduh participa de audiência pública na Justiça sobre orla do Lago Paranoá

 

Acompanhe a Seduh nas redes sociais
@SeduhDF
@SeduhDF
@SeduhDF
seduhdf.comunicacao@gmail.com