Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/11/11 às 3h00 - Atualizado em 3/01/19 às 9h27

DEMOCRACIA PARTICIPATIVA— Magela toma posse no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social

Com o lema “A iniciativa é nossa. As ideias são de todos”, o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, empossou nesta quarta-feira (23/11) os oitenta titulares do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Foram convidados a participar lideranças da sociedade civil e representantes do governo reconhecidos pela atuação em prol do desenvolvimento de Brasília. Entre os conselheiros, tomou posse o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela.

Instância de Assessoramento do Executivo, o conselho discutirá soluções para os próximos 50 anos do Distrito Federal. Criado aos moldes do Conselho do Governo Federal, o Conselhão— como vem sendo chamado, vai colaborar com a gestão pública da cidade com base em quatro eixos: crescimento econômico, distribuição de renda, geração de emprego e sustentabilidade.

Confiante e otimista com o futuro do Conselho, o Secretário de Governo, Paulo Tadeu, que exercerá a função de secretário executivo do Conselhão, disse não ter dúvidas de que a instituição desta representatividade desmantelará a lógica do domínio de pequenos grupos nas decisões relativas à cidade. “A pátria só será salva por meio da democracia participativa”, declarou o secretário em alusão ao Conselho.

“O desafio é compartilhar a responsabilidade do desenvolvimento de Brasília com a sociedade”. Discursou Agnelo Queiroz. Citando os grandes eventos esportivos que terão Brasília como sede, a exemplo da Copa das Confederações e Copa do Mundo, o governador enfatizou a importância do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social para o reconhecimento de Brasília como uma referência econômica e social para o Brasil e para o mundo.

Agnelo também falou da importância de pensar no desenvolvimento da Capital desvinculado do Fundo Constitucional, ressaltando a importância do turismo como instrumento para esta conquista. “Assegurar o desenvolvimento econômico com qualidade de vida é a nossa proposta”. Pontuou o governador.

Pluralidade

Além do secretário Magela, outros 18 secretários de Estado compõem o conselho, que também conta com a participação do vice-governador, Tadeu Filippelli, quatro representantes de empresas públicas e 54 lideranças de diferentes setores.

Os representantes da sociedade civil estão divididos em três grupos: movimentos sociais— sindical, social, cooperativismo e organizações não-governamentais; setor empresarial— lideranças da indústria e comércio, agronegócio e setor financeiro e outro composto por acadêmicos e intelectuais.

O Governo do Distrito Federal lança o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Distrito Federal inspirado nos moldes do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, criado em 2003, pelo então presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. O objetivo de ambos é prestar assessoramento direto ao Poder Público, propondo medidas necessárias ao desenvolvimento socioeconômico de forma a colabora com a promoção do diálogo permanente entre o governo e a sociedade.

Assessoria de Comunicação Sedhab