Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
25/07/12 às 13h23 - Atualizado em 3/01/19 às 9h45

HABITAÇÃO

COMPARTILHAR

Jardins Mangueiral recebe novos moradores

(04/06/2012)

A nova política de habitação estabelecida pelo Governo do Distrito Federal avançou mais um passo com a entrega de 1.274 unidades habitacionais no Setor Habitacional Jardins Mangueiral, em São Sebastião. O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, entregou as chaves aos novos moradores no sábado (03/06), em solenidade realizada no local.

O governador destacou que a entrega de habitações em área regularizada e dotada de completa infraestrutura é resultado de uma política pública transparente. “Este governo adotou, no Programa Morar Bem, critérios de seleção que podem ser acompanhados pela população. O setor é um grande empreendimento, que vai proporcionar mais qualidade de vida, além de gerar emprego e renda”, afirmou. “Vamos trabalhar para que outros brasilienses realizem esse sonho, pois é a estabilidade e o desenvolvimento que queremos para a cidade”, ressaltou Agnelo Queiroz.

Fruto da primeira parceria público-privada habitacional do país, o Jardins Mangueiral ocupa uma área de 200 hectares ao longo da DF-463. O terreno pertence ao GDF e seis empresas privadas são responsáveis pela infraestrutura urbana e a edificação de 8 mil unidades habitacionais, divididas em 15 quadras condominiais, com três tipos de habitação: casas de dois e três quartos e apartamentos de dois quartos. Os imóveis são financiados pela Caixa Econômica Federal, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida.

O secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal (Sedhab), Geraldo Magela, ressaltou que o processo de urbanização adotado pelo governo garante o direito à moradia com mais dignidade. “Antes não havia legalidade e transparência. Mudamos a lógica da política habitacional do DF. Ninguém é favorecido ou discriminado e a população pode acompanhar pela internet as listas. Deixamos para trás a política de doação, por um trabalho sério com cidadania e financiamentos justos”, afirmou.

Vida nova – “A sensação dessa conquista é indescritível”, disse Elenice Reis, de 24 anos, após receber do governador as chaves do apartamento onde vai morar com o marido, Alexsandro Gonçalves, 39, e o filho de oito anos. “Lutamos muito por isso. E estamos satisfeitos por ser um bairro planejado, pois é mais seguro”, ressaltou a técnica em enfermagem. Para Alexsandro, esse será o início de uma vida em família. “Eu morava no Riacho Fundo e ela, em Santa Maria. Vamos nos mudar daqui a um mês”, comemorou o técnico em informática.

Casados há 22 anos, a servidora pública Euza de Oliveira, de 43 anos, e o pedreiro Overcino Vilela, de 61, compartilharam da mesma alegria. Para Euza, o fim do aluguel e a comodidade são as maiores vantagens da nova aquisição. “Vou morar mais perto do meu trabalho e longe do congestionamento e da agitação das cidades”, salientou. “E se ela estiver satisfeita, também estarei”, confessou Overcino, sorrindo.

Com a entrega das 1.274 unidades, já são 2.310 imóveis concluídos no Jardins Mangueiral. Atualmente, 395 famílias moram no setor. Cinco quadras foram finalizadas, o que representa 2.944 casas e apartamentos. As obras no Mangueiral começaram em setembro de 2009, com prazo de conclusão estimado em oito anos. Mas, com o andamento acelerado das obras, a previsão caiu para três anos. O projeto atende a beneficiários do programa Morar Bem com renda entre quatro e 12 salários mínimos: todas as informações sobre os cadastros realizados estão disponíveis no site www.morarbem.df.gov.br.

Agência Brasília