Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/07/12 às 18h24 - Atualizado em 3/01/19 às 9h51

LUOS

COMPARTILHAR

Delegados participam das últimas oficinas de trabalho

(09/07/2012)

No sábado, 7, foram realizadas as duas últimas oficinas de trabalho para a elaboração da Lei de Uso e Ocupação do Solo(LUOS). As reuniões envolveram os delegados eleitos em 2011 na Conferência Distrital das Cidades – Extraordinária das Unidades de Planejamento Oeste (Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Brazlândia) e Adjacente II(SIA, SCIA, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo, Guará, Águas Claras e Vicente Pires).

As oficinas ocorreram durante toda a manhã no Colégio La Salle, em Águas Claras, para os delegados da UPT Adjacente II e no Taguaparque para os integrantes da UPT Oeste.

Aos participantes foi lembrado que “esta corresponde a uma etapa de debate e, portanto, não existem proposições fechadas e sim indicativos da comunidade de que ela deseja que a Sedhab trabalhe em determinada direção”, pontuou o subsecretário de Planejamento, Rômulo Andrade.

Ailton Antônio Enéas, morador do Riacho Fundo há 20 anos, destacou a importância do debate na construção da LUOS como primordial para a resolução de impasses na cidade. “Esta reunião é importante porque discutiremos a formalização de situações que já existem”, conclui Ailton fazendo referência aos usos permitidos para os lotes.

Oficinas de trabalho – Têm por objetivo o conhecimento, análise e coleta de contribuições a partir das proposições de uso e ocupação do solo para cada cidade do DF. Foram realizadas oficinas de trabalho envolvendo todas as Unidades de Planejamento Territorial (UPT) do DF. Entretanto, algumas cidades não participaram do debate por se encontrarem em processo de regularização. São elas Itapoã, Jardim Botânico e Vicente Pires.

Agora, as contribuições dos delegados serão analisadas pelos técnicos da Sedhab e, se pertinentes, incorporadas à minuta do Projeto de Lei Complementar (PLC) da LUOS, prevista para o segundo semestre deste ano.

Assessoria de comunicação Sedhab