Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/07/12 às 19h28 - Atualizado em 3/01/19 às 9h51

REGULARIZAÇÃO

COMPARTILHAR

Consulta pública para licitar terrenos de igrejas e entidades sociais

(12/07/2012)

Já está disponível para consulta pública no site (http://www.sedhab.df.gov.br/) da Sedhab, a Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, a minuta do edital para licitação dos terrenos de igrejas e entidades sociais.

O edital foi elaborado com a intenção de superar os óbices jurídicos surgidos por decisões do Tribunal de Justiça e do Tribunal de Contas. Além disso, a minuta é reflexo das sugestões apresentadas por lideranças religiosas e de movimentos sociais.

A consulta tem a finalidade de receber as últimas sugestões e críticas a fim de aperfeiçoar o instrumento de licitação que estabelece a Lei 806/2009, que versa sobre a regularização de terrenos de templos e entidades de assistência social.

Qualquer cidadão ou cidadã pode apresentar suas sugestões enviando mensagem para o e-mail ouvidoria@sedhab.df.gov.br até dia 17 de julho. Todas as mensagens serão analisadas para a conclusão do edital.

Com a decisão de promover a consulta pública, o Governo do Distrito Federal (GDF) garante absoluta transparência e participação popular no debate deste problema que já se arrasta por algumas décadas e que, agora, caminha para uma solução definitiva.

A falta de regularização dos lotes ocupados por templos religiosos e entidades de assistência social no Distrito Federal é uma problemática que se arrasta há quase duas décadas. Sem solução definida, governos anteriores adotaram medidas muitas vezes consideradas ilegais, como a cessão do terreno às entidades sem o devido pagamento, o que gerou questionamentos por parte do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.

Partindo da premissa de que o interesse particular não pode prevalecer sobre o interesse público, o Ministério Público passou a exigir a venda dos terrenos aos templos e entidades sociais. A partir desta determinação, foi sancionada a lei nº 806 de 12 de junho de 2009. Entretanto, apesar de estabelecida as diretrizes para a regularização, não houve por parte do governo à época as atitudes cabíveis.

Assessoria de comunicação Sedhab